Quando viajamos aprendemos muito… muito mais do que aquilo que nos apercebemos. E quando viajamos e ficamos por um período com maior duração noutro país, o impacto dessa aprendizagem desta experiência no estrangeiro é muito maior e mais intenso: saímos da nossa zona de conforto, aprendemos mais e sobretudo aprendemos sobre nós mesmos.

Para um conjunto de instituições internacionais, estas medidas de mobilidade permitem às pessoas uma visão mais alargada do Mundo, maiores competências de trabalho e de não terem sentimentos racistas e xenófobos.

Num Mundo globalizado, uma pessoa tem que entender o Mundo no seu todo com o espaço para o seu trabalho, para os seus círculos de amizade e para sua participação cívica.


As viagens são os viajantes. O que vemos, não é o que vemos, senão o que somos.

  - Fernando Pessoa

A melhor forma para encontrar informação sobre estas oportunidades pode ser feita nas redes sociais em diferentes grupos dedicados ao tipo de mobilidade pretendida ou perfis de entidades que promovem este tipo de mobilidades internacionais.

Por outro lado, há um conjunto diferenciado de entidades que promovem este tipo de oportunidades – podes estabelecer um contato direto com estas entidades e mostrar o teu interesse em participar neste tipo de projetos. No âmbito desta lógica, podes começar por colaborar voluntariamente com estas organizações e instituições que trabalham nestas questões de mobilidade internacional – desta forma, a informação sobre alguns projetos específicos pode-te chegar de uma forma mais rápida e personalizada.

Deixamos-te as hiperligações de alguns sítios relevantes nos processos de participação: